Dicas sustentáveis para o Natal

Dicas sustentáveis para o Natal

Nos últimos tempos, a sustentabilidade entrou em força na agenda mediática. Fala-se muito de reduzir a nossa pegada ecológica, de recusar o que não precisamos, de reutilizar tudo o que seja possível e de reciclar tudo que não foi possível reduzir ou reutilizar. Neste artigo pretendo partilhar convosco algumas dicas para um Natal mais sustentável.

Há uma coisa que é bem evidente nesta época – desperdício. Laços desnecessários, embrulhos com um papel maior do que o conteúdo, ou até mesmo caixotes do lixo a abarrotar com tanto cartão ou papel. É evidente que vivemos numa correria todos os dias e, por isso, acabamos por cair no erro do “agora não tenho tempo para isso” ou, quando estamos nas lojas, “o que for mais rápido”. Não olhamos para os pequenos detalhes. Uma desculpa que vamos usando para nós próprios e que acaba por ter um impacto considerável no nosso planeta.

Agora vejamos algumas dicas que podem ir adotando, devagarinho. Todos sabemos que Roma e Pavia não se fizeram num dia – é com os pequenos passos que a mudança começa. Tal como temos tentado fazer lá em casa e na Pedaços de Cacau.

 

Optar por produtos locais

Optar por produtos locais não só é um incentivo para os pequenos produtores rentabilizarem os seus negócios, como também uma forma de reduzir a pegada ecológica. O que é que acham que polui mais: uma caixa de laranjas que vem de África do Sul ou as laranjas que vêm, por exemplo, de um quinta perto de vossa casa? As que vêm de mais longe têm, inevitavelmente, uma maior pegada associada. Estabelecer como máxima que vão tentar comprar ao maior número possível de produtores locais, é um princípio para grandes mudanças. Quantas vezes se dão conta de que, por exemplo, a roupa que estão a usar já percorreu metade do mundo – entre matéria-prima, mão-de-obra, logística e, finalmente, lojas? Dá que pensar, não é? Por isso, este Natal permitam-se sair da caixa e procurem em pequenas feirinhas artesãos com pequenos tesouros para oferecer. Até porque cada compra que fazemos é um voto – escolham votar na qualidade, no saber-fazer, na sustentabilidade, etc.

 

Evitar embrulhar com plásticos ou papel plastificado

Antes de continuarem a ler, desafio-vos a darem uma vista de olhos no artigo Porque é que nem todo o papel/cartão pode ser reciclado? , para perceberem as razões daquilo que vos vou dizer.

Acabamos todos por cair um pouco no erro de pensar que tudo o que é papel/cartão vai para o ecoponto azul, correto? Pois bem, atrevo-me a dizer: errado. Grande parte não pode ser reciclado e, no Natal, há um quantidade assustadora que se torna simplesmente “lixo”. Grande parte dos papéis de embrulho são plastificados, o que impede a sua reciclagem nos sistemas de gestão de resíduos.

A solução? Optar por embrulhos que nos permitam reduzir os recursos que utilizamos, reutilizando o que já temos por casa sempre que possível. E, o melhor de tudo, é que ao fazermos escolhas ambientalmente conscientes estamos automaticamente a poupar tempo e dinheiro. Aqui ficam algumas dicas:

  • Reutilizar embrulhos antigos (sempre que receberem um presente abram com jeitinho para depois poderem reutilizar o embrulho);
  • Reutilizar jornais ou revistas para embrulhar os presentes – pode parecer estranho ao início, mas o resultado fica fica bem catita. Claro está que devem escolher folhas bonitas e que façam sentido;
  • Escolham materiais naturais para fazer lacinhos e enfeitar o embrulho como, por exemplo, folhas bonitas que apanharam num jardim;
  • Coloquem o vosso presente (neste caso, não há necessidade de embrulhos ou lacinhos) em sacos reutilizáveis de algodão ou que tenham sido feitos com restos de tecidos. Há tantas opções atualmente no mercado que é só escolher. E, neste caso, o próprio embrulho acaba por ser também um presente!

 

Fonte: Pinterest

 

Se usarem sacos de papel não agrafem/colem

O saco de papel com agrafos ou fita cola é um saco perdido. A não ser que sejam muito minuciosos a abrir – o que não acontece na maior parte dos casos 🙂 -, podemos dizer adeus ao saco e lamentar a sua curta vida.

Um saco de papel fechado dá sempre aquele ar de suspense, deixando no ar o que poderá estar lá dentro. Mas… A probabilidade de poder voltar a ser usado é quase nula. E, boas notícias: podemos ser criativos na hora de fechar o saco: que tal um lacinho com material natural ou reutilizado? Se não quiserem abdicar da fita-cola, escolham uma de papel reciclado, como esta.

Se, por alguma razão, estragarem um saco de papel, saibam que é mais do que um saco, pode ser usado para trabalhos manuais e, dependendo da sua cor, podem cortar para que sirva de mini bloco de notas para colocar no frigorífico ou na capa do telemóvel como lembrete.

 

Laços podem ser reutilizados

Usar laços do ano anterior ou de outras prendas é uma excelente ideia! Experimentem arranjar uma caixinha de sapatos – que podem decorar a gosto – onde, ao longo do ano, vão guardando os laços. Tenho a certeza que, por esta altura, já não vão ter de se preocupar com isso.

E por que não incluir um pormenor criativo que adoce o coração da pessoa a quem estão a oferecer um miminho mesmo antes de o abrir? Que dizem de uns lollipops bem natalícios a substituir o laço? Ou uma napolitana com uma mensagem a substituir a etiqueta… Há tantas ideias que tornam esta época de partilha ainda mais interessante.

 

Compras online em quantidade

Antes de iniciarem as vossas compras, façam uma lista das pessoas a quem querem oferecer uma lembrança e registem algumas ideias específicas para cada uma delas. Acreditem que vão poupar tempo e dinheiro.

Se isso vos parece impossível porque o Natal é sempre uma correria e acabam por fazer as compras nas pausas de almoço ou enquanto então a ver a vossa série favorita no sofá e, portanto, optam por comprar online , a minha sugestão é: evitem percorrer muitos quilómetros virtualmente. Analisem se não conseguem mandar vir tudo da mesma loja. Para além de pouparem dinheiro, vão estar a evitar mais uma série de embalagens desnecessárias, assim como viagens em transportadoras. Para além disso, é provável que também consigam evitar mais custos com os portes de envio. Mais uma vez, estamos a falar de maneiras de sermos mais sustentáveis e, ao mesmo tempo, conseguirmos gerir melhor o tempo e o dinheiro.

 

Curiosidade: sabiam que, pela primeira vez, adotámos, na Pedaços de Cacau, um sistema de pré-encomendas para tentarmos evitar termos produtos em stock que poderiam não vir a ser vendidos? Desta forma evitámos o desperdício e foram vocês que ficaram a ganhar: produtos acabadinhos de sair da temperagem aliados a portes de envio grátis para compras superiores a 14€. As surpresas por esta altura ainda não terminaram, por isso, fiquem atentos. Se ainda não subscreveram a nossa newsletter ainda vão a tempo. É só seguir o link e preencher os campos obrigatórios.

Inspirados por estas dicas sustentáveis? Se tiverem mais ideias, partilhem connosco! Sei que pode parecer difícil, mas não é mais de uma maneira de dar asas à criatividade!

PS: se ainda estiverem às voltas com os presentes, espreitem algumas sugestões num dos últimos artigos do blog.

Boas (preparações para as) Festas,

Raquel Lima

Post relacionado

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.